Buscar
  • Ivan Guilhon

A importância do autoconhecimento



Nesta dica de estudo, comentaremos sobre mais uma das habilidades de um bom estudante: o autoconhecimento. Meditaremos sobre como a máxima inscrita na entrada do templo de Apolo em Delfos, o famoso “Conhece-te a ti mesmo”, pode ajudar em nossos estudos.

Antes de participar de uma competição acadêmica, é preciso saber quais conteúdos serão cobrados, qual o estilo de cobrança e detalhes técnicos como o tempo de prova. Nesse contexto, a resolução de provas antigas é sempre de grande importância para conhecer a prova a ser prestada. Mas, para esse treino seja bem aproveitado, é fundamental que você seja capaz de diagnosticar o seu desempenho e grau de domínio dos diferentes assuntos cobrados.

Após anos preparando alunos para olimpíadas e vestibulares de alto nível, observo que muitos que não conseguem atingir um alto grau de desempenho por simples falta de autoconhecimento. São alunos que não conseguem enxergar as próprias fraquezas e que, por falta de diagnóstico, não as tratam. Quantas vezes encontrei alunos talentosos que debruçavam-se em livros de ensino superior, mas ainda não haviam sanado deficiências básicas em outros assuntos? O “Conhece-te a ti mesmo” deve ser aplicado principalmente às nossas fraquezas, que muitas vezes escondemos de todos, inclusive de nós mesmo.

Descrevemos os alunos que ignoram as próprias fraquezas, mas existem também os que desconhecem as próprias forças. Você provavelmente deve conhecer um amigo que sempre reclama de ter ido mal na prova e, após alguns dias, aparece com uma excelente nota. Se deixado fora de controle, esse caso pode ser não menos grave que o primeiro. Há quem não consiga mostrar a própria capacidade sob condições de stress e deixa de conquistar bons resultados por uma questão psicológica e não acadêmica. O medo de errar, nesse caso, faz com que você deixe de acertar.

Reflita e trate de ser sincero consigo mesmo. Em quais pontos você precisa melhorar? Um conteúdo com o qual você tem mais dificuldade, falta de traquejo com problemas, falta de foco nos estudos, falta (ou excesso) de autoconfiança, distrações nas contas, algum problema familiar ou pessoal que lhe tire a tranquilidade… O que está limitando seu desempenho?

Desenvolva também a habilidade de, ao sair de um exame, estimar da forma mais precisa possível o seu desempenho. Tenha claro na sua cabeça o que você sabe e o que você não sabe, a longo prazo essa habilidade ajudar-lhe-á a estudar melhor.

0 visualização

Siga-me:

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey LinkedIn Icon

Pagamentos bancários

Moedas digitais

Ivan Guilhon, ​Física em nível olímpico, 2017.